As Inspirações e memórias de Alexander Prebianca, técnico em máquina industrial na Galileu


Postado em 16/04/2021 - Atualizado em: 16/04/2021

Ainda hoje, a mãe de Alexander Prebianca, técnico em máquina industrial na Galileu, conta uma história que pode resumir bem sua relação com a mecânica eletrônica.

Criança, com 6 ou 7 anos, ele ficou curioso com uma boneca que chorava e falava, presente que a irmã ganhou. Alex, como também é chamado, sem perder tempo desmontou o brinquedo para entender o seu funcionamento. Sua mãe, indignada ao ver sua “experiência”, deu até o final do dia para ele deixar a boneca funcionando normalmente, o que ele conseguiu plenamente. “Nem eu mesmo acreditava que havia conseguido tal façanha. Ainda hoje, minha mãe se emociona quando relembra essa história”, conta Alexander.

Formado em Técnico em Eletrônica pelo Ceduphh em 2002 e Técnico em Automação Industrial pelo Senai em 2014, Alexander nunca teve dúvida que estudaria e trabalharia na área de eletrônica.

Aos 12 anos, sua memória também guarda uma inspiração que veio do pai que fazia um curso de eletrônica e nas horas vagas, para estudar, pegava os equipamentos de estanhador, multímetro, sugador de solda. “Eu fazia questão de acompanhá-lo e aprender sobre os componentes que ele estava manipulando; guardo inclusive com muito carinho esses equipamentos até hoje”, diz Alex com nostalgia.

Natural de Blumenau, Alexander atua na Galileu desde de 2007. Gosta muito das pessoas que formam o time da Galileu. Nesses 14 anos, ele afirma que conseguiu fortalecer os vínculos de amizade e isso torna o ambiente de trabalho muito bom. “É uma das melhores coisas em trabalhar aqui.”

Um dos maiores desafios da vida foi sua primeira viagem aos EUA para um treinamento GERBER. “Isso me marcou muito. As dificuldades da cultura, a comunicação e as expectativas do que iria acontecer eram grandes. Tudo era novo e diferente”, explica.

Detalhista, uma de suas maiores motivações no âmbito profissional é ver o equipamento funcionando com sua melhor performance, sempre visando o melhor para o cliente. “Sempre procuro fazer tudo da melhor forma. Este ensinamento trago desde o primeiro emprego, onde tive incentivo para fazer o melhor dentro das possibilidades do momento”, explica.

Casado com Denise, com uma filha de 4 anos, a Giulia, um dos maiores sonhos de Alex é fazer longas viagens de moto. Enquanto aguarda essa oportunidade, ele anda de moto em trilhas, passeia de bike e pratica pesca com seu pai e também com seus amigos.

Em relação ao futuro, Alex não tem dúvidas: “Busco estabilidade financeira com o objetivo de proporcionar conforto e qualidade de vida para sua família.”
Aos 39, Alex se sente realizado com a profissão, mas ainda mantém alguns costumes daquele menino de 7 anos que encantou a mãe ao desmontar um brinquedo da irmã: “Hoje, como distração, ainda gosto de restaurar/consertar aparelhos de som vintage.”

 


O canal Conte sua História vai trazer o perfil de colaboradores da equipe Galileu. As motivações, as jornadas, os sonhos de cada um. O objetivo é conhecermos melhor a Galileu e os valores humanos que a movem através de sua equipe.